Coronavírus: a militarização das crises por Raúl Zibechi

Originalmente publicado em: http://www.ihu.unisinos.br/ É necessário voltar aos períodos do nazismo e do estalinismo, há quase um século, para encontrar exemplos de controle de população tão extenso e intenso como os que acontecem na China, nesses dias, com a desculpa do coronavírus. Um gigantesco panóptico militar e sanitário, que limita a população a viver trancada e sob permanente vigilância. As imagens que nos chegam sobre a vida … Continuar lendo Coronavírus: a militarização das crises por Raúl Zibechi

Epidemia de neoliberalismo por Raúl Zibechi

publicado originalmente em: http://www.ihu.unisinos.br/ Séculos atrás, pudemos aprender a importância dos ambientes sociais e naturais onde os vírus se enraízam e se multiplicam, porque vivemos com eles e nem sempre nos ameaçam. A peste negra deveria ter nos ensinado que os vírus pré-existentes se multiplicam e se espalham quando são criadas as condições apropriadas. No nosso caso, essas condições foram criadas pelo neoliberalismo. Em Plagas y pueblos, William McNeill destaca algumas questões da atualidade, … Continuar lendo Epidemia de neoliberalismo por Raúl Zibechi

UMA QUESTÃO DE LÓGICA CAPITALISTA – entrevista com Norbert Trenkle

Publicado originalmente em: krisis.com.br Uma entrevista de Joachim Wille com Norbert Trenkle [Grupo Krisis] O economista Norbert Trenkle fala sobre o fim do trabalho numa entrevista com o Frankfurter Rundschau – 01/05/2015. O senhor previu o “fim do trabalho”. O que é que significa isso? NT: Deveríamos falar, antes, de uma crise do trabalho, realmente uma crise fundamental que avança de modo altamente contraditório. De um lado, cada vez … Continuar lendo UMA QUESTÃO DE LÓGICA CAPITALISTA – entrevista com Norbert Trenkle

PASSAR FOME PELA PÁTRIA por Maurilio Botelho

O preço dos alimentos explodiu. Fotos de gôndolas de mercados com preço de arroz a 30, 35 e até mais de 40 reais circulam pelos jornais e redes sociais. Feijão, óleo de soja e leite não ficam atrás no aumento de preços e compõem a cesta de reclamações. Além do preço escandaloso, agora aparecem anúncios de limitação de compra por cliente. O temor dobra: ao … Continuar lendo PASSAR FOME PELA PÁTRIA por Maurilio Botelho

A sociedade dos empregos de merda – entrevista com David Graeber

Publicado em: Outras Palavras – Realizado por: Vice A “Vice” encontrou-se há pouco com Graeber para conversar sobre o que ele define como “emprego de merda”; por que os trabalhos socialmente úteis são tão mal pagos, e como uma renda básica assegurada a todos poderia resolver esta enorme injustiça. Em primeiro lugar, o que são empregos de merda e por que existem? Basicamente, um emprego … Continuar lendo A sociedade dos empregos de merda – entrevista com David Graeber

Ernst Lohoff: A barreira interna do capitalismo

Ralf Hutter, do Neues Deutschland, em conversa com Ernst Lohoff sobre as causas e as consequências da atual crise econômica (13/12/2012) Ao considerar a crise econômica, no volume publicado pela editora Unrast, A grande desvalorização. Porque a especulação e a dívida estatal não são as causas da crise, Ernst Lohoff e Norbert Trenkle prestam atenção também no desenvolvimento econômico real e se diferenciam de muitas outras publicações … Continuar lendo Ernst Lohoff: A barreira interna do capitalismo

David Harvey: Política anticapitalista em tempos de coronavírus

Publicado originalmente na Jacobin Brasil, em tradução de Cauê Segner Ameni Como argumenta o geógrafo marxista David Harvey, quarenta anos de neoliberalismo deixaram a população totalmente exposta e mal preparada para enfrentar uma crise de saúde pública na escala do coronavírus. As únicas políticas que podem funcionar globalmente terão que vir dos EUA e são muito mais socialistas do que as propostas de Bernie Sanders. … Continuar lendo David Harvey: Política anticapitalista em tempos de coronavírus

Rogério Haesbaert: Desterritorialização sem limites: reflexões geográficas em tempos de pandemia (I)

Alguns dos mantras do globalismo planetário até aqui dominantes foram: movam-se, viajem, acelerem, cresçam, expandam-se, extraiam (os recursos), consumam, privatizem, flexibilizem (as relações de trabalho), “deslocalizem” (as empresas) … Tudo isso, frente à pandemia de coronavírus, repentinamente se inverteu: parem, não viajem, desacelerem, retraiam-se, não consumam, invistam em políticas públicas, estatizem (empresas em crise) … Aqui, em pleno boom neoliberal, como uma praga, o último … Continuar lendo Rogério Haesbaert: Desterritorialização sem limites: reflexões geográficas em tempos de pandemia (I)

“26 DE JULHO DE 1953: A AÇÃO REVOLUCIONÁRIA QUE MUDOU A HISTÓRIA DE CUBA” Por Rodrigo Teixeira

Na madrugada de 10 de março de 1952, o general Fulgencio Batista, apoiado pelos Estados Unidos, a oligarquia cubana e o setor mais reacionário dos militares, efetuou um Golpe de Estado que revogou a Constituição de 1940 e lançou uma brutal repressão contra os trabalhadores organizados, o movimento estudantil e seus opositores políticos. Além de romper com a ordem constitucional, o golpe militar aplicou medidas … Continuar lendo “26 DE JULHO DE 1953: A AÇÃO REVOLUCIONÁRIA QUE MUDOU A HISTÓRIA DE CUBA” Por Rodrigo Teixeira