No dia 13/07 tivemos um debate de lançamento do livro “CORREIOS, LOGÍSTICA E USOS DO TERRITÓRIO BRASILEIRO” de Igor Venceslau.
Debatedores:
Igor Venceslau (Autor)
Mónica Arroyo (USP)
Ricardo Castillo (Unicamp)
Maria Ines Capelli (ADCAP)

Sobre o livro:… Em momento oportuno, quando o Brasil vive um dos períodos mais trágicos de sua história e as instituições e serviços públicos são atacados e injustamente aviltados, vem a público o livro Correios, logística e usos do território brasileiro, do geógrafo Igor Venceslau, mestre em Geografia Humana pela Universidade de São Paulo. Fundamentado em exaustiva e rigorosa pesquisa científica, envolvendo levantamento bibliográfico, consulta a bases de dados e trabalhos de campo, Igor Venceslau traz à tona duas características indissociáveis da Empresa Brasileira de Correios e Telégrafos, que nenhuma empresa privada seria capaz de reunir. A primeira decorre de um histórico de excelência na prestação de serviços postais e de integração, pioneira, diga-se de passagem, do território brasileiro que, décadas mais tarde, possibilitou sua reinvenção como uma proficiente empresa de logística, diante das transformações recentes das instâncias da distribuição e da comercialização, particularmente com a emergência do comércio eletrônico. A segunda característica, possibilitada por seu caráter público, é o papel imprescindível que esta empresa desempenha, tanto na garantia da mobilidade geográfica como direito inalienável de todos os brasileiros, inclusive os mais vulneráveis, quanto na extensão da acessibilidade a todos os lugares, inclusive os mais recônditos, independentemente de sua viabilidade econômica. Correios, logística e usos do território brasileiro reúne todos os principais argumentos que explicam o porquê devemos preservar os Correios como empresa pública federal, num país cujo território, além de ser o quinto mais extenso do mundo, é marcado por grande diversidade natural e social e profundas desigualdades regionais e econômicas. Somente uma empresa pública e eficiente como os Correios, que não se pauta somente pelo lucro, mas ainda assim é lucrativa, pode lidar com a complexidade do território brasileiro e servir de instrumento para políticas de inclusão social e geográfica.

Prof. Ricardo Castillo – Instituto de Geociências da Unicamp

Sobre o Autor:

IGOR VENCESLAU é doutorando em geografia humana na Universidade de São Paulo. Mestre em geografia humana pela USP (2017). Graduado em geografia (2011) com especialização em ensino de geografia (2014) pela Universidade Estadual de Santa Cruz. Membro da Associação dos Geógrafos Brasileiros – seção São Paulo (AGB SP). Pesquisador vinculado ao LABOPLAN Laboratório de Geografia Política e Planejamento Territorial e Ambiental da USP, onde desenvolve projetos de pesquisa sobre logística dos Correios e comércio eletrônico no Brasil, com financiamento da FAPESP.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s